Parabéns Prof. Doutor Carlos Ribeiro

A Vida,  Caminhando

Caminhando pela rua
Achei uma pedra no meu caminho
Mas eu sei,
Sei que não estou sozinho.

Estou com uma multidão,
Multidão de pessoas
Que tentam se manifestar em solidão.

Vejo a alma corrompida,
A alma que sangra, que grita
Uma alma que por mais que se tentem
Sempre tem uma ferida.

Onde estão os sentimentos?
Se foram aos ventos,
Vejo pessoas pedindo socorro
Em pleno afogamento.

Augusto Gil

Plenitude

Sorri, sorriste.

O Mundo era pequeno.
Mas bastava.

Cabia nele, intacto,
o encantamento pleno
que te detinha ali,

junto de mim,
que nos detinha ali,

serenos, puros
longe da multidão,

longe do Tempo
rio que passava ao largo

e nós ficávamos.

Sebastião da Gama

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.